O projeto pedagógico curso de Licenciatura em Música da UERGS: analisando-o a partir da legislação vigente e discutindo a proposta de formação inicial de professores de música

Autores

  • Ranielly Boff Scheffer Fundação Municipal de Artes de Montenegro
  • Cristina Rolim Wolffenbüttel Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

, Educação musical, curso de Licenciatura em Música, análise curricular.

Resumo

Este artigo é oriundo do trabalho de conclusão de curso que trata da formação oferecida em nível superior no curso de Graduação em Música: licenciatura da UERGS e sua proposta de formação, o artista/professor. Como metodologia de pesquisa optou-se pela abordagem qualitativa, combinada com o método de Pesquisa Documental, e utilizando como técnica de coleta de dados a coleta de documentos. A análise dos dados foi feita através da Análise de Conteúdo. Nesta investigação também foi avaliado o documento em questão segundo a legislação vigente sobre o ensino superior. Espera-se com esta pesquisa contribuir com a reformulação curricular do curso investigado, bem como com outros cursos de licenciatura em música no Brasil.

Biografia do Autor

Ranielly Boff Scheffer, Fundação Municipal de Artes de Montenegro

Egresso do curso de Graduação em Música: Licenciatura da UERGS (Universidade Estadual do Rio Grande do Sul), com ênfase em Piano, atuou como pesquisador através de investigações subsidiadas pelo CNPq, trabalho orientado pela Prof.ª Dra. Cristina Rolim Wolffenbüttel intitulado "Curso de Graduação em Música Licenciatura: os tempos e espaços ocupados pelos egressos da UERGS" e pela FAPERGS com trabalho também orientado pela Prof.ª Dra. Cristina Rolim Wolffenbüttel intitulado Propostas Curriculares dos Cursos de Licenciatura em Música: um investigação em instituições públicas do Rio Grande do Sul , também já foi bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID), atualmente desenvolve pesquisas relacionadas a curríclo na área da Música e é membro do "Grupo de Pesquisa em Educação Musical diferentes tempos e espaços" da UERGS. Suas primeiras lições de tiveram início em 2009 na FUNDARTE (Fundação Municipal de Artes de Montenegro), com a Profa. Ms. Gisele Andrea Flach. Premiado como destaque em três eventos, o XIII Salão de Iniciação Científica da PUC, o VI Salão de Extensão da UNIVATES e o III Encontro Latino-americano de Educação, nos quais apresentou trabalho no formato de Comunicação Oral. Trabalha atualmente como professor particular de piano.

Cristina Rolim Wolffenbüttel, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Pós-doutora, Doutora e Mestre em Educação Musical pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Especialista em Informática na Educação Ênfase em Instrumentação, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Licenciada em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Coordena o curso de Especialização em Educação Musical na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, Unidade de Montenegro. É coordenadora da Área Música do Programa de Iniciação à Docência, em Montenegro, da CAPES/UERGS. Coordena a Comissão de Pesquisa e Pós-Graduação da Uergs-Montenegro, orientando bolsistas de iniciação científica em música e artes, da FAPERGS, CNPq e UERGS. É coordenadora dos grupos de pesquisa registrados no CNPq Arte: criação, interdisciplinaridade e educação e Educação Musical: diferentes tempos e espaços. Coordena o Programa de Extensão Universitária, do Ministério da Educação, pela Uergs, na temática da ampliação da leitura através das Artes, desenvolvendo ações de leitura com estudantes bolsistas, beneficiando as redes públicas municipais e estaduais de Porto Alegre e Montenegro. Na Prefeitura de Porto Alegre, a partir da atuação na Secretaria Municipal de Educação, é assessora pedagógica e coordena os programas Centros de Dança e Brinca, propondo e desenvolvendo políticas públicas para a inserção das artes nas escolas da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre. Criou, em conjunto com colegas professores da rede municipal de Porto Alegre, o Programa Centros Musicais, uma proposta de política pública para o ensino de música na escola, em vigor na Secretaria Municipal de Educação do município, o qual coordena desde sua criação. É Diretora Científica da Coleção Educação Musical, da Editora Prismas, de Curitiba. Faz parte da Comissão Gaúcha de Folclore e da Fundação Santos Herrmann. Recebeu o Prêmio Jovem Pesquisador, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1988, com a pesquisa Acalantos, orientada pela Profª Drª Rose Marie Reis Garcia, com o objetivo de resgatar as cantigas de ninar. Em 2010 recebeu, do Comitê de Entidades no Combate à Fome e pela Vida (COEP), o Prêmio Betinho Atitude Cidadã, um reconhecimento às ações em música desenvolvidas junto às escolas de Porto Alegre, potencializando o projeto do COEP de luta contra a fome e pela promoção da cidadania. Recebeu a Medalha Dante de Laytano, em 2011, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados para a preservação, promoção, pesquisa e defesa do folclore e das manifestações culturais tradicionais populares do Rio Grande do Sul. Em 2013 recebeu o Troféu Mulher Gaúcha, da Secretaria de Políticas para as Mulheres/SPM-RS, pelo conjunto da obra na área da pesquisa em folclore e educação musical. É integrante da Academia Montenegrina de Letras, ocupando a Cadeira nº5. Faz parte da Associação Montenegrina de Escritores. Dentre sua produção científica destacam-se publicações individuais e com parcerias. É autora dos livros A Inserção da Música em Projetos Político Pedagógicos da Educação Básica, A Música na Região de Montenegro, Cantigas de Ninar, Terço Cantado: a religiosidade popular na Região de Montenegro, Resgatando os Contos e as Lendas da Nossa Terra, além de artigos sobre Música, Educação Musical e Cultura Popular em revistas e periódicos especializados. Em parcerias, escreveu o livro Música para professores: experiências de formação continuada, juntamente com Jusamara Souza e Liane Hentschke; O Ensino das Artes, com Maria Aparecida Aliano Marques; Para Compreender e Aplicar Folclore na Escola, com Rose Marie Reis Garcia. No campo artístico atuou em Porto Alegre como violinista na Orquestra do Centro Cultural 25 de Julho e como regente do Coral do Colégio Sévigné. Em Montenegro foi regente do Grupo de Canto Gregoriano Vox Noctis e do Coral da Fundarte. Na cidade de Gravataí foi regente dos coros infantil e adulto.

Referências

ALMEIDA, C. M. G de. Diversidades e formação de professores de música. Revista da ABEM, Porto Alegre, v.18, n.24, p.45-53, jul./dez. 2010.

ANDRADE, M. P. de M. de. Ser artista: anacronismos, incoerências, estratégias e permanências. In: Encontro Nacional da ANPAP, XXII, 2013, Belém. Anais, Belém/PR: ANPAP/PPGARTES/ICA/UFPA, 2013, p. 583-598.

BARDIN, L. L’Analyse de contenu. 1. ed. Paris, França: Editora Presses Universitaires de France, 1977.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. 1. ed. Porto, Portugal: Editora Porto, 1994.

BORN, P. T.; LOPONTE, L. G. Professores artistas: reflexões sobre o fazer artístico e prática docente. In: Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul da ANPED, IX, 2012, Caxias do Sul. Anais, Caxias do Sul, RS: Editora Autores Associados Ltda., 2012, p. 1-16.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação/Conselho de Ensino Superior. Parecer nº195 de 5 de agosto de 2003. Diário Oficial da União, Brasília, 12 de fevereiro de 2004, Seção 1, p. 14.

______. Conselho Nacional de Educação/Conselho de Ensino Superior. Resolução nº2, de 8 de março de 2004. Diário Oficial da União, Brasília, 12 de março de 2004, Seção 1, p. 10.

______. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial da União, Brasília, 23 de dezembro de 1996, Seção 1, p. 27833.

BRASIL; EDUCAÇÃO, Ministério da. SISU -Sistema de Seleção Unificada: O que é o SISU. Disponível em: <http://sisu.mec.gov.br/inicial>. Acesso em: 21 jun. 2015.

CADERNO DE CATEGORIZAÇÃO. Curso de Graduação em Música – licenciatura da UERGS: analisando seu projeto pedagógico e discutindo sua proposta de formação. Montenegro, 2014.

CANSI, L. S.; REQUIÃO, R. A. A presença de um artista-professor na sala de aula: considerações iniciais. In: Seminário de Arte e Educação, XXIV, 2014, Montenegro. Anais, Montenegro, RS: Editora da FUNDARTE, 2014, p. 444-451.

DEL BEN, L. Situação dos cursos superiores de música no Rio Grande do Sul: relato de experiência. Revista da FUNDARTE, Montenegro, v. 3, n. 5, p. 21-23, jan./jun. 2003.

FORTE, Marcelo. Atravessando territórios: fazendo-se docente-artista no processo de formação. Goiânia, 2013, 155 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Goiás, Programa de Pós-Graduação em Arte Cultura Visual, Goiás, 2013.

GALIZIA, F. S.; AZEVEDO, M. C. de C. C. de; HENTSHKE, L. Os professores universitários de música: um estudo sobre seus saberes docentes. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 16, n. 19, p.27-35, jan./jun. 2008.

GODOY, A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Rev. adm. empres. [online]. 1995, vol.35, n.3, p. 20-29.

HENTSHKE, L.; AZEVEDO, M. C. de C. C. de; ARAÚJO, R. C. de. Os saberes docentes na formação do professor: perspectivas teóricas para a educação musical. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 14, n. 15, p.49-58, jul./dez. 2006.

MATEIRO, T. Uma análise de projetos pedagógicos de licenciatura em música. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 17, n.22, p.57-66, jul./dez. 2009.

PENNA. Não basta tocar? Discutindo a formação do educador musical. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 15, n. 16, jan./jun. 2007, p. 49-56.

SANTOS, R. M. S. Música, a realidade nas escolas e políticas de formação. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 13, n. 12, jan./jun. 2005, p.49-56.

TOURINHO, C. Espaços e ações profissionais para possíveis educações musicais. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 14, n.15, p.7-10, jul./dez. 2006.

TUNES, E.; TACCA, M. C. V. R.; BARTHOLO JÚNIOR, R. dos S. O professor e o ato de ensinar. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, V. 35, N.126, p. 689-698, set. 2005.

UERGS. Projeto Político Pedagógico. Montenegro, 2006.

Downloads

Publicado

08.07.2015

Como Citar

Scheffer, R. B., & Wolffenbüttel, C. R. (2015). O projeto pedagógico curso de Licenciatura em Música da UERGS: analisando-o a partir da legislação vigente e discutindo a proposta de formação inicial de professores de música. Revista Da FUNDARTE, (29), P. 89–105. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/RevistadaFundarte/article/view/256