Anúncios

  • RS urgente

    13.05.2024

    Prezados autores, leitores e avaliadores. A Editora da Fundarte está inativa por alguns dias em função das enchentes. Agradecemos a compreensão! Em breve novas notícias! FAREMOS O POSSIVEL PARA NÃO ATRASAMOS NENHUMA PUBLICAÇÃO.

    Saiba mais sobre RS urgente
  • I Colóquio Internacional Marco Lucchesi

    15.04.2024

    Foi publicado pela Editora da FUNDARTE os Anais do I Colóqui Internacional Marco Lucchesi

    Acesso: https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/9786589867838

    Este colóquio oferece a oportunidade ímpar de explorar as diversas facetas deste acadêmico de múltiplas dimensões. Para além de sua expressiva atividade literária, sobretudo na poesia e na ficção, sua obra transita com desenvoltura pelos campos da filosofia, da música, da biologia, da teologia, entre muitas outras áreas do conhecimento, sempre de modo sistêmico, coerente e humanista.

    Saiba mais sobre I Colóquio Internacional Marco Lucchesi
  • Revista da FUNDARTE nº 58 - Lançada em março de 2024

    25.03.2024

    É com alegria que apresentamos a edição de número 58 da Revista da FUNDARTE intitulada: Arte, Educação e Performance. Nela são disponibilizados 13 artigos científicos e 1 relato de experiência, além do texto referente à obra de arte que consta na capa da edição. Estes textos certamente consistem em uma contribuição relevante para a reflexão e o estudo em diferentes campos de conhecimento e pesquisa. Com isso convidamos os leitores a se debruçar sobre os textos desta edição. 

    Saiba mais sobre Revista da FUNDARTE nº 58 - Lançada em março de 2024
  • Dossiê Artes, Comunidades e Educação

    15.09.2023

    A partir de 1 de outubro de 2023, abrem as inscrições para o Edital da Revista da FUNDARTE Dossiê Artes, Comunidades e Educação.

    Lembramos que aceitaremos um artigo por autora/autor, seja em colaboração, seja em escrita solo. Levamos em consideração o qualis da Revista - A1 -, o critério de evitar a endogenia neste nível de publicações.

    Para obter o Edital completo você pode solicitar através do email julia@fundarte.rs.gov.br, ou ler o Edital que segue abaixo.

     EDITAL Nº 005/2023

     REVISTA DA FUNDARTE

     A Diretora Executiva da FUNDARTE aprova Edital Específico para a chamada de Artigos, Ensaios e Relatos de Experiência, para a REVISTA da FUNDARTE Dossiê Artes, Comunidades e Educação, através da Resolução nº 1.634 de 06 de setembro de 2023, do Conselho Técnico Deliberativo.

     Linha Editorial

    A REVISTA da FUNDARTE Dossiê Artes, Comunidades e Educação será organizada pela equipe da Revista da FUNDARTE e, pela Profa. Drª. Carmen Lúcia Capra (PPGED Uergs) e o Prof. Dr. Leonardo Marques Kussler (PPGED Uergs), com o intuito de reunir artes, educação e comunidades. Nesse viés, buscamos não somente o que é feito para, mas com comunidades, além de abrir espaço para pensar como ‘comunidade’ vem sendo acionada nesse conjunto. Pretendemos destinar atenção para as possibilidades de fundar coletividades, relações de confiança e de implicação mútua entre proponentes (artistas, docentes e discentes) e grupos (em bairros, hospitais, escolas), motivadas por educação e artes. Nesse sentido, interessam à coletânea proposta com dimensões poética, política e educativa não hierarquizadas, que porventura excedam o ensino, a intervenção social, a fruição, o acesso, às artes reconhecidas e as instituições. Desta maneira, o Dossiê visa compartilhar e encorajar a formação de outros imaginários políticos e abrir os protocolos que têm conduzido, de modo mais ou menos evidente, as associações entre educação, comunidades e artes.

    O objetivo da presente proposta de Dossiê é refletir sobre contornos contemporâneos que as práticas artísticas, comunitárias e educativas estão apresentando, mostrando como o ‘ser comum’ ou ‘ser-com’ possibilita a formação humana, a partilha de saberes e culturas e a geração de conhecimentos em diferentes contextos e organizações sociais, além do produzir-se de outras maneiras, fazendo frente ao individualismo intensificado na contemporaneidade. Portanto, interessa conhecer que agrupamentos e funcionamentos têm sido acionados com e entre artes e educação em comunidades emergentes que podem arejar as instituições tradicionais das quais percebemos o esgotamento. Algumas fontes que auxiliam a situar a proposta do dossiê podem ser encontradas nas produções de Marina Garcés, Silvia Federici, Byung-Chul Han, Antonio Lafuente, bell hooks, Jan Masschelein e Maarten Simons, Enrique Dussel, Guiomar Rovira Sancho, Roberto Esposito, Isabelle Stengers, Alana Moraes, entre outros.

     Os textos em português e língua estrangeira/espanhol/inglês, devem ser inéditos, de autores (as) brasileiros (as) ou estrangeiros (as), conforme padrão da REVISTA da FUNDARTE. Para os textos em língua estrangeira serão respeitadas as formatações do país de origem.

    Os textos são selecionados a partir de pareceres favoráveis elaborados por, pelo menos, dois membros da Comissão Editorial. Em função da especificidade de temática, alguns textos podem ser selecionados substituindo-se o parecer de um dos membros da Comissão Editorial por parecer de membro do Conselho Consultivo ou de parecerista ad hoc.

    A Editora da FUNDARTE reserva-se o direito de priorizar a publicação de artigos de autores que não publicaram no número imediatamente anterior da revista.

    Dar-se-á preferência a textos de linguagem acessível e rigor científico, com número de citações limitado que confiram contribuição importante e inovadora aos saberes da pesquisa nos diversos campos das artes. A Editora da FUNDARTE não se responsabiliza por opiniões expressas em artigos. Ao enviar o texto, o colaborador aceita, automaticamente as, normas da revista e se submete ao processo de seleção e correção do texto. Embora submetidos à revisão linguística, a responsabilidade sobre formato, correção e conteúdo é dos respectivos autores/colaboradores.

    A única forma de submissão de ARTIGOS, ENSAIOS, RELATOS DE EXPERIÊNCIA, TRADUÇÕES E ENTREVISTAS para publicação neste DOSSIÊ será através do sistema OJS. Para tanto, os autores deverão se cadastrar no sistema (seer.fundarte.rs.gov.br).

     Em caso de dúvidas, poderão entrar em contato pelo e-mail: julia@fundarte.rs.gov.br; marcia@fundarte.rs.gov.br

    ou  revistadafundarte@fundarte.rs.gov.br.

    As submissões iniciam a partir do dia 01 de outubro de 2023 a 31 de janeiro de 2024, e os textos serão publicados em agosto de 2024.

                  Pede-se que os textos sejam justificados, digitados em espaço 1,5, em fonte Arial, corpo 12. As citações com mais de três linhas devem vir sempre em novo parágrafo (4), em corpo 10, espaço simples. Os textos devem ser salvos no formato Word. Solicita-se que o nome dos autores não apareça no corpo do texto. Pede-se também a eliminação de trechos que prejudiquem a garantia de anonimato na avaliação de dados de identificação nas propriedades do documento. Os artigos deverão ter entre 25.000 e 40.000 caracteres (incluindo espaços), formatados em folha A4, incluindo as referências bibliográficas, notas e tabelas. Devem vir acompanhados, obrigatoriamente, de resumo e abstract (entre 550 e 750 caracteres, incluindo espaços) e palavras chave (no máximo 3) em português e keywords em inglês. A folha de rosto não deve conter nenhuma identificação dos autores. As referências deverão ser elaboradas conforme NBR 6023 e as citações apresentadas conforme NBR 10520. (Ver Modelo no Anexo I).

                ilustrações (desenhos, esquemas, fluxogramas, gráficos, mapas, quadros, retratos e outros) devem ter identificação na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número de ordem no texto, do respectivo título e/ou legenda explicativa. A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere. Equações, fórmulas e figuras, quando destacadas do texto devem ser centralizadas. A formatação deverá ser Arial 10, centralizado, em itálico.

                As regras de apresentação de ENSAIOS, RELATOS DE EXPERIÊNCIA E ENTREVISTAS são abertas, ficando a critério do autor. Mantendo regras de formatação, título e resumo.

    O processo de avaliação dos artigos enviados à REVISTA da FUNDARTE obedece ao seguinte fluxo:

    1. a) Análise quanto à forma.
    2. b) Análise pelos avaliadores quanto ao mérito.
    3. c) Revisão e adequação do trabalho às normas da REVISTA da FUNDARTE.

    Endereço para correspondência:

    Fundação Municipal de Artes de Montenegro/Editora da FUNDARTE

    Revista da Fundarte

    Rua Capitão Porfírio, 2141

    Cep: 95780-000- Montenegro/RS

    Aos cuidados de Editora da FUNDARTE

    revistadafundarte@fundarte.rs.gov.br

     

    ANEXO - Regras para formatação do texto 

    Título: CX ALTA. negrito, arial 14, centralizado (em português)

    Título: CX ALTA, negrito, arial 12, centralizado (em inglês)

     

    Autor (instituição, email, e minibio no rodapé)

     Resumo: Fonte arial, tamanho 10, justificado, espaçamento simples.

     Palavras-chave: Primeira letra maiúscula; divisão por ponto; máximo de três palavras-chaves.

    Abstract: Fonte arial, tamanho 10, justificado, espaçamento semples.

     Keywords: Primeira letra maiúscula; divisão por ponto; máximo de três palavras-chaves.

      

    Início do texto.

    Formatação em fonte arial 12, justificado, espaçamento 1,5 cm. Início de parágrafo 1,25 cm.

    Citações: As citações literais curtas (menos de três linhas) serão integradas no parágrafo, colocadas em itálico e seguidas pelo sobrenome do autor referido no texto, ano de publicação e página (s) do texto citado, tudo entre parênteses e separado por vírgulas (AUTOR, 2016, p. 2).

    As citações de mais de três linhas serão destacadas do texto em parágrafo especial e indentadas (quatro espaços à direita da margem esquerda) e sem aspas, fonte Arial, tamanho 10, espaçamento antes 6pt e depois 12pt.  As referências sem citação literal devem ser incorporadas no texto, indicando entre parênteses, ao final, o sobrenome do autor e o ano da publicação. As palavras estrangeiras devem ser grafadas em itálico e sem aspas.

    Referências:

    As referências deverão ser incluídas ao final do trabalho, em ordem alfabética e dentro das normas da ABNT, arial 12, espaçamento 1,0 cm, de acordo com os exemplos abaixo:

    1. a) LIVROS

    BOZZETTO, A. O professor particular de piano em Porto Alegre: Uma investigação sobre processos indenitários na atuação profissional. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Música, UFRGS, Porto Alegre, 1999.

    CÂNDIDO, Antônio et alA personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 1968.

    1. b) ARTIGO DE PERIÓDICO

    GUEDES, Paulo Coimbra; SOUZA, Jane Mari de. Não apenas o texto, mas o diálogo em língua escrita é o conteúdo da aula de português. In: NEVES, Iara ConceiçãoBitencourt et al (orgs.). Ler e escrever: compromisso de todas as áreas. Porto Alegre: UFRGS, 2006, p. 137-156.

    1. c) COLETÂNEA

    SOUZA, Jusamara Vieira. Sobre as múltiplas formas de ler e escrever música. In: NEVES, Iara Conceição Bitencourt (Org.). Ler e escrever: compromisso de todas as áreas. 7. Ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2006.

    1. d) TESES ACADÊMICAS

    RAMOS, Eloisa Helena Capovila da Luz. O Partido Republicano rio-grandense e o poder local no litoral norte do Rio Grande do Sul - 1882/1895. 1990. 284 f. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

    1. e) VERBETES

    PISTONE, Sérgio. Bonapartismo. In: BOBBIO, Norberto; MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de política. Brasília: Ed. da Universidade de Brasília, 1986. p. 118-119.

    PAGALLO, G. T. Democrito. In: DICCIONARIO de filósofos. Madrid: Rioduero, 1986. p. 321-324.

    1. f)   INFORMAÇÃO OU TEXTO OBTIDO NA INTERNET

    BLAUTH, Lurdi. Marcas, passagens e condensações: (des) encaminhamentos de um processo de gravura (tese de doutorado). Porto Alegre: UFRGS, 2005. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/5478/000515847.pdf?sequence=1> Acesso em: 30 out. 2015.

    Imagens

    As ilustrações (desenhos, esquemas, fluxogramas, gráficos, mapas, quadros, retratos e outros) devem ter identificação na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número de ordem no texto, do respectivo título e/ou legenda explicativa. A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere. Equações, fórmulas e figuras, quando destacadas do texto devem ser centralizadas. A formatação deverá ser Areal 10, centralizado em itálico.

     

    Saiba mais sobre Dossiê Artes, Comunidades e Educação