Olhares sobre o Teatro para crianças, as Infâncias e as Escolas

Diego de Medeiros Pereira, Elisabete de Paula de Lemos Neris

Resumo


Este texto apresenta os resultados de dois anos de pesquisa teórico-prática acerca das relações entre teatro e diferentes infâncias. Por meio da exposição de levantamento bibliográfico realizado sobre o tema são discutidos os modos pelos quais se tem produzido espetáculos teatrais para crianças. A escola é enfatizada como um espaço de formação das referências artistas e estéticas de seus educandos. Reflexões acerca do processo de criação coletiva de um experimento cênico, bem como sua circulação por escolas da rede pública de ensino de Santa Maria (RS), põem em pauta a necessidade de que o teatro infantil seja objeto de estudo nos cursos de formação de professores e artistas de teatro.

 


Palavras-chave


Teatro para Crianças; Teatro e Escola; Infâncias

Texto completo:

Ler Artigo

Referências


ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

BACHELARD, Gaston. A poética do devaneio. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

BENJAMIN, Walter. Reflexões: a criança, o brinquedo, a educação. São Paulo: Duas Cidades, 2009.

CAMAROTTI, Marco. Dramaturgia no teatro para a infância e a juventude. Revista do 8º e 9º Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens. Blumenau, ano 8, p. 20-22, 2005.

CARNEIRO NETO, Dib. Pecinha é a vovozinha. São Paulo: Editora Dba, 2003.

COURTNEY, Richard. Jogo, teatro & pensamento: as bases intelectuais do teatro na educação. São Paulo: Perspectiva, 1974.

FERREIRA, Taís. A docência como arte ou a docência em arte? Questões acerca da formação de um docente-artista em teatro. Expressão, Santa Maria, v. 1, p. 95-102, 2008.

FRANCO, Sérgio de Gouvêa. O brincar e a experiência analítica. Ágora, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, 2003.

GIRARDELLO, Gilka. Novos tempos na produção cultural para crianças (e com elas). Revista do 8º e 9º Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens. Blumenau, ano 8, p. 37-39, 2005.

KOUDELA, Ingrid Dormien. Jogos teatrais. São Paulo: Perspectiva, 1984.

KÜHNER, Maria Helena. O que precisamos saber ou lembrar sobre a criança e sobre o teatro. CEPETIN, São Paulo, 2006.Disponível em: . Acesso em: 08 jul. 2018.

LEYVA, Luvel Garcia. Em busca de uma semântica do Teatro Infantil: algumas reflexões à luz da contemporaneidade. Revista aSPAs, São Paulo, v. 2, n. 4, p. 03-14, 2014.

MACHADO, Marina Marcondes. Teatro e Infância: possíveis mundos de vida (e morte). Revista aSPAs, São Paulo, v. 2, n. 4, p. 27-38, 2014.

MACHADO, Marina Marcondes. Cacos de infância: teatro de solidão compartilhada. São Paulo: FAPESP; Annablume, 2004.

PEREIRA, Diego de Medeiros. Para além dos arcos: em busca das relações entre teatro e as diferentes infâncias. Olhares e Trilhas, Uberlândia, v. 20, n. 2, p. 94-108, 2018.

PUPO, Maria Lúcia. No reino da desigualdade. São Paulo: Perspectiva, 1991.

SAINT-EXUPÉRY, Antoine de. O Pequeno Príncipe. São Paulo: Círculo do Livro, 1989.




DOI: http://dx.doi.org/10.19179%2F2319-0868.643

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Qualis A2 em Arte

Publicação semestral podendo ter edições temáticas durante o ano.