Investigando sobre Música e Alfabetização na Escola

Autores

  • Paloma Bastos Moreira Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
  • Cristina Rolim Wolffenbüttel Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.19179/2319-0868.506

Palavras-chave:

Educação, Educação Musical, Alfabetização.

Resumo

A investigação analisou a utilização da música na alfabetização escolar. A metodologia teve como base uma abordagem qualitativa, exploratória, descritiva e participante. As técnicas para a coleta dos dados incluíram questionários autoadministrados com professoras alfabetizadoras dos anos iniciais e a realização de observações de suas práticas. Também foram contatadas as coordenações pedagógicas das escolas como complemento às informações. Como resultados da pesquisa verificou-se que as professoras alfabetizadoras utilizam a música em sala de aula por meio de atividades pedagógico-musicais diversas, como interpretação das letras de canções e realização de atividades lúdicas. Constatou-se, também, que as professoras alfabetizadoras entendem que a música deve fazer parte do currículo escolar, apontando razões pedagógicas para essa presença. Por fim, considerando-se a constatação da necessidade de uma formação continuada em música por parte das professoras investigadas, oportunizou-se um curso de extensão de educação musical com vistas a contribuir com esta necessidade.

Biografia do Autor

Cristina Rolim Wolffenbüttel, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Doutora e Mestre em Educação Musical pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Especialista em Informática na Educação Ênfase em Instrumentação, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Licenciada em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Coordena o curso de Especialização em Educação Musical na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, Unidade de Montenegro. É coordenadora da Área Música do Programa de Iniciação à Docência, em Montenegro, da CAPES/UERGS. Coordena a Comissão de Pesquisa e Pós-Graduação da Uergs-Montenegro, orientando bolsistas de iniciação científica em música e artes, da FAPERGS, CNPq e UERGS. É coordenadora dos grupos de pesquisa registrados no CNPq Arte: criação, interdisciplinaridade e educação e Educação Musical: diferentes tempos e espaços. Coordena o Programa de Extensão Universitária, do Ministério da Educação, pela Uergs, na temática da ampliação da leitura através das Artes, desenvolvendo ações de leitura com estudantes bolsistas, beneficiando as redes públicas municipais e estaduais de Porto Alegre e Montenegro. Na Prefeitura de Porto Alegre, a partir da atuação na Secretaria Municipal de Educação, é assessora pedagógica e coordena os programas Centros de Dança e Brinca, propondo e desenvolvendo políticas públicas para a inserção das artes nas escolas da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre. Criou, em conjunto com colegas professores da rede municipal de Porto Alegre, o Programa Centros Musicais, uma proposta de política pública para o ensino de música na escola, em vigor na Secretaria Municipal de Educação do município, o qual coordena desde sua criação. É Diretora Científica da Coleção Educação Musical, da Editora Prismas, de Curitiba. Faz parte da Comissão Gaúcha de Folclore e da Fundação Santos Herrmann. Recebeu o Prêmio Jovem Pesquisador, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1988, com a pesquisa Acalantos, orientada pela Profª Drª Rose Marie Reis Garcia, com o objetivo de resgatar as cantigas de ninar. Em 2010 recebeu, do Comitê de Entidades no Combate à Fome e pela Vida (COEP), o Prêmio Betinho Atitude Cidadã, um reconhecimento às ações em música desenvolvidas junto às escolas de Porto Alegre, potencializando o projeto do COEP de luta contra a fome e pela promoção da cidadania. Recebeu a Medalha Dante de Laytano, em 2011, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados para a preservação, promoção, pesquisa e defesa do folclore e das manifestações culturais tradicionais populares do Rio Grande do Sul. Em 2013 recebeu o Troféu Mulher Gaúcha, da Secretaria de Políticas para as Mulheres/SPM-RS, pelo conjunto da obra na área da pesquisa em folclore e educação musical. É integrante da Academia Montenegrina de Letras, ocupando a Cadeira nº5. Faz parte da Associação Montenegrina de Escritores. Dentre sua produção científica destacam-se publicações individuais e com parcerias. É autora dos livros A Inserção da Música em Projetos Político Pedagógicos da Educação Básica, A Música na Região de Montenegro, Cantigas de Ninar, Terço Cantado: a religiosidade popular na Região de Montenegro, Resgatando os Contos e as Lendas da Nossa Terra, além de artigos sobre Música, Educação Musical e Cultura Popular em revistas e periódicos especializados. Em parcerias, escreveu o livro Música para professores: experiências de formação continuada, juntamente com Jusamara Souza e Liane Hentschke; O Ensino das Artes, com Maria Aparecida Aliano Marques; Para Compreender e Aplicar Folclore na Escola, com Rose Marie Reis Garcia. No campo artístico atuou em Porto Alegre como violinista na Orquestra do Centro Cultural 25 de Julho e como regente do Coral do Colégio Sévigné. Em Montenegro foi regente do Grupo de Canto Gregoriano Vox Noctis e do Coral da Fundarte. Na cidade de Gravataí foi regente dos coros infantil e adulto.

Referências

BELLOCHIO, Cláudia Ribeiro; WEBER, Vanessa; SOUZA, Zelmielen Adornes de. Música e unidocência: pensando a formação e as práticas de professores de referência. Rev. FAEEBA – Ed. e Contemp., Salvador, v. 26, n. 48, p. 205-221, jan./abr. 2017. DOI: https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.v26.n48.3816

BRASIL. Lei 11.769, de 18 de agosto de 2008. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, Lei de Diretrizes e Bases da Educação, para dispor sobre a obrigatoriedade do ensino da música na educação básica. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11769.htm>. Acesso em: 15 mar. 2018.

____. Lei 4.624, de 1961. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/19601969/lei-4024-20-dezembro-1961-353722-publicacaooriginal-1-pl.html>. Acesso em: 05 set. 2018.

____. LDB. Lei 9394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em < www.planalto.gov.br >. Acesso em: 05 set. 2018.

____. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997a.

____. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: língua portuguesa. Vol.2. Brasília: MEC/ SEF, 1997b.

____. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: arte. Vol.6. Brasília: MEC/ SEF, 1997c.

BRITO, Teca Alencar. Música na educação infantil: propostas para a formação integral da criança. São Paulo: Peirópolis, 2003.

COSTA, Nelson Barros da. As letras e a letra: o gênero canção na mídia literária. In: DIONISIO, Angela Paiva; MACHADO, Anna Rachel; BEZERRA, Maria Auxiliadora (Org.). Gêneros textuais e ensino. 5ª ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007. p. 107-121.

DECKERT, Marta. Educação musical: da teoria à pratica na sala de aula. São Paulo: Moderna, 2012.

DELALANDE, François. Las conductas musicales. Santander: Editorial de la Universidad de Cantabria, 2013. DOI: https://doi.org/10.22429/Euc2013.010

DEMO, Pedro. Participação é conquista: noções de política social e participativa. 4ª ed. São Paulo: Cortez, 1999.

DOMINGUES, Glauber Resende. A disciplina música no currículo escolar: questões sobre uma história (des) afinada. Revista Arte & Ciência, Rio de Janeiro, v. 1, n. 3, p. 1-17, jan./dez. 2013.

FAZENDA, Ivani C. Arantes (Org.). Didática e interdisciplinaridade. 13. ed. Campinas, SP: Papirus, 2008.

FERREIRA, Martins. Como usar música na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2002.

FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. Linguagem verbal e linguagem musical. Cadernos de Estudo: Educação Musical, São Paulo, n. 4/5, p. 30-43, 1994.

FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. Os parâmetros curriculares nacionais e a área de música. CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DOS ARTEEDUCADORES DO BRASIL, 11, 1998, Brasília/DF. Arte - políticas educacionais e culturais no limiar do século XXI. Anais... Brasília: [S. n.], 1998. p. 15-27.

FRANÇA, Cecilia Cavalieri. Sopa de letrinhas: notações analógicas (des)construindo a forma musical. Música na Educação Básica, Porto Alegre, v.2, n. 2, p. 9-21, set. 2010.

FRANÇA, Cecília Cavalieri; SWANWICK, Keith. Composição, apreciação e performance na educação musical: teoria, pesquisa e pratica, Em Pauta, Porto Alegre, v. 13, n. 21, p. 5-41, dez. 2002.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

JEANDOT, Nicole. Explorando o universo da música. São Paulo: Scipione, 1990.

KRAEMER, Rudolf-Dieter. Dimensões e funções do conhecimento pedagógico- musical. Em Pauta, Porto Alegre, v. 11, n. 16/16, p. 48-73, abr./nov. 2000.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas 2003.

LIMA, Ailen Rose B. de; STENCEL, Ellen de Albuquerque B. Vivência musical no contexto escolar. Música na Educação Básica. Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 88- 103. Setembro de 2010.

MARIANI, Silvana. Émile Jacque- Dalcroze: A música e o movimento. In: MATEIRO, T.; ILARI, B. (Org.). Pedagogias em educação musical. Curitiba: Ibpex, 2011.

OLIVEIRA, Zilma Ramos de. Educação infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002.

PONSO, Caroline Cao. Música em diálogo: ações interdisciplinares na educação infantil. 2ª ed. Porto Alegre: Sulina, 2014.

QUEIROZ, Luis Ricardo Silva. Educação musical e cultura: singularidade e pluralidade cultural no ensino e aprendizagem da música. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 10, p. 99-107, mar. 2004.

SACRISTAN, J. Gimeno. Poderes instáveis em educação. Tradução de Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artmed, 1999.

SCHERER, Simone. A música no processo de alfabetização da criança. Porto Alegre, 2010, 39 f. Monografia (Pedagogia à Distância) – Curso de Pedagogia – Modalidade à Distância. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2010.

SILVA, Jéssica Carneiro. Da análise da música como gênero textual e texto multimodal ao ensino de língua portuguesa. Graduando, Feira de Santana, v. 4, n. 6/7, p. 49-60, jan./dez. 2013.

SPANAVELLO, Caroline Silveira; BELLOCHIO, Cláudia Ribeiro. Educação musical nos anos iniciais do ensino fundamental: analisando as práticas educativas de professores unidocentes. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 12, p. 89-98, mar. 2005.

WOLFFENBÜTTEL, Cristina Rolim; ERTEL, Daniele Isabel; SOUZA, Jusamara Vieira. Música nas escolas: uma investigação sobre a implementação nos municípios do Rio Grande do Sul. Revista Música Hodie, Goiânia, v. 16, n. 1, p. 165-183, 2016. DOI: https://doi.org/10.5216/mh.v16i1.43158

Downloads

Publicado

20.12.2019

Como Citar

Moreira, P. B., & Wolffenbüttel, C. R. (2019). Investigando sobre Música e Alfabetização na Escola. Revista Da FUNDARTE, 39(39), p.24–47. https://doi.org/10.19179/2319-0868.506