UMA CARTA PARA UMA DANÇA OU UMA DANÇA PARA UMA CARTA?

Autores

  • Oneide Alessandro Silva dos Santos Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Neila Baldi Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Daniela Minello Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Emanuelli Schirmer Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Palavras-chave:

Escreverdançando, dançarescrevendo, escrita performativa

Resumo

A pesquisa Corpografias Dançantes, em andamento, investiga processos de escritas  com dança – no papel, na tela, no corpo – ou seja, escreverdançando e dançarescrevendo. No momento atual, tem se dedicado a escrever cartas como procedimento de criação: o movimento da escrita influenciando o movimento do/a espectador/a, a leitura da carta motivando a dança do/a outro/a e a dança da carta reverberando em nova escrita. Para isso, têm-se utilizado da escrita performativa, de modo que a escrita no papel pode ser tanto com palavras quanto com desenhos, num entrelaçar de escreverdançando e dançarescrevendo, uma ação influenciando a outra. A escrita de cartas, nesta pesquisa, se aproxima da função de hypomnêmatas - em que revelam um cuidado de si e para com o/a outro. 

Biografia do Autor

Oneide Alessandro Silva dos Santos, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Professor Substituto do Curso de Dança Bacharelado (UFSM). Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Licenciado em Dança pela mesma Universidade. Foi Bolsista DS da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Artistadocente da Dança.

Neila Baldi, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutora em Artes Cênicas pelo PPGAC/UFBA. Mestra pelo mesmo programa. Professora Adjunta do Curso de Licenciatura em Dança da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atualmente pesquisa pedagogias da dança, educação somática, autobiografia, decolonialidade e balé clássico.

Daniela Minello, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutora em Educação UFSM.

Emanuelli Schirmer, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Discente do Curso de Dança-Licenciatura UFSM.

Referências

ANDERSON, Rosemarie. Embodied writing: Presencing the body in somatic research, Part I, What is embodied writing? Somatics, Novato, v. .8, n. 4, p. 40-44, spring/summer, 2002.

ARAÚJO, Márcia Feijó de. Corpo e dança: Angel Vianna e a manutenção da sensibilidade. Revista Interinstitucional Artes de Educar. Rio de Janeiro, V. 6, N.1- pág. 406-415 janeiro-abril de 2020: “Educação: Corpo em movimento II.” Disponível em: < https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/riae/article/view/45870> Acesso: 4 nov. 2020

FERNANDES, Ciane. Quando o Todo é mais que a Soma das Partes: somática como campo epistemológico contemporâneo. Rev. Bras. Estud. Presença, Porto Alegre, v. 5, n. 1, p. 9-38, jan./abr. 2015. Disponível em: Acesso em: 21 abr. 2015

______. Pesquisa somático-performativa: sintonia, sensibilidade, integração. Art Research Journal. Brasil, Vol. 1-2, p. 76-95, jul./dez. 2014.

______. Princípios somático-performativos no ensino e pesquisa em criação. In: MARCEAU, Carole. CAJAÍBA, Luiz Cláudio Soares (org). Teatro na Escola. Reflexões sobre as Práticas Atuais: Brasil-Québec.. Salvador: PPGAC/UFBA, 2013a, pp.105-115.

______. Em busca da escrita com dança: algumas abordagens metodológicas de pesquisa com prática artística . Dança, Salvador, v. 2, n. 2, p. 18-36, jul./dez. 2013b.

______. Movimento e Memória: Manifesto da Pesquisa Somático-Performativa. UFRGS, Congresso Nacional da ABRACE, Porto Alegre, 2012.

HASEMAN, Brad. Manifesto pela pesquisa performativa. In: Resumos do 5º Seminário de Pesquisas em Andamento PPGAC/USP. Anais… São Paulo: PPGAC-ECA/USP, 2015.

LEPECKI, André. Exaurir a dança: performance e a política do movimento. São Paulo: Annablume, 2017.

NICOLELIS, Miguel. Máquina de criar universos. [Entrevista concedida a]. Guiliana Bergamo. Ecoa. São Paulo, 2020. Disponível em: https://www.uol.com.br/ecoa/reportagens-especiais/miguel-nicolelis-nossa-forma-de-aprender-e-por-meio-do-contato-social/#cover Acesso: 17 dez. 2020

RIBETTO, Anelice. Experiência, experimentações e restos na escrita acadêmica. In: CALLAI, C.; RIBETTO, A.(Org.). Uma escrita acadêmica outra: ensaios, experiências e invenções. Rio de Janeiro: Lamparina, 2016

TIBURI, Marcia. ROCHA, Thereza. Diálogo dança. São Paulo: Editora SENAC, 2012

TIBURI, Marcia. Uma fuga perfeita é quase sem volta. Rio de Janeiro: Record, 2016.

VALLE, Flávia Pilla do. O cuidado de si para pensar a criação em dança. In: ICLE, Gilberto (org). Pedagogia da arte: entre-lugares da escola. V.2. Porto Alegre: UFRGS Editora, 2012. p.279-292.

Downloads

Publicado

25/11/2021

Como Citar

Silva dos Santos, O. A., Baldi, N., Minello, D., & Schirmer, E. (2021). UMA CARTA PARA UMA DANÇA OU UMA DANÇA PARA UMA CARTA?. Seminário Nacional De Arte E Educação, 27(27), 985. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/article/view/985

Edição

Seção

27º Seminário Nacional de Arte e Educação - PESQUISA EM ANDAMENTO