ICÔNICA: A CRIAÇÃO DA PERSONAGEM A PARTIR DA PERFORMANCE DE GÊNERO

Autores

  • Matheus Ramires Rosa Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
  • Tatiana Cardoso da Silva Uergs

Palavras-chave:

Teatro de revista, Performance de gênero, Feminilidade

Resumo

RESUMO: Este trabalho apresenta o projeto de pesquisa Icônica: a criação da personagem a partir da performance de gênero, direcionado ao Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Teatro: Licenciatura da Uergs, que consiste em uma criação cênica e escrita monográfica, planejadas para serem executadas em 2022. Pretende investigar as relações existentes entre a performatividade de gênero abrangente de aspectos socialmente designados enquanto femininos e a criação de uma figura cênica popularmente reconhecida enquanto estrela, uma diva ou uma artista icônica.Como instaurar a feminilidade das mulheres e “viados de peruca”, ao interpretar ídolos como divas da música, da televisão e do cinema ? Os procedimentos se darão entre pesquisas teóricas sobre teatro de revista e performatividade de gênero, paralelamente ao trabalho prático de criação baseado em performances musicadas e coreografadas à maneira do teatro de revista. O principal referencial teórico que sustenta esta pesquisa vem de Antonio de Lion, Thiago Soliva, Neyde Veneziano e Dodi Leal. Como resultados esperados estima-se a ampliação do debate sobre a performance de gênero e a realização de uma criação cênica com escrita monográfica.

 

 

Biografia do Autor

Matheus Ramires Rosa, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Discente do curso de Graduação em Teatro: licenciatura da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Atuou em espatáculos como Vermelho Esperança (2016) e O Polvo (2018). Professor de Educação infantil.

Tatiana Cardoso da Silva, Uergs

Tatiana Cardoso da Silva é professora, pesquisadora, atriz e diretora. É Doutora e Mestre em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É professora adjunta no curso Graduação em Teatro: Licenciatura da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Trabalha como atriz no grupo internacional Vindenes Bro (Dinamarca). Coordena o grupo de pesquisa GESTA (Grupo de pesquisa em Teatro e Educação da UERGS). È integrante da Rede Internacional de Estudos da Presença (UFRGS).

Referências

BEAUVOIR, Simone de. O Segundo Sexo, Vol. 2: A Experiência Vivida, São Paulo, Difusão Européia do Livro, 1960.

GOMES, Tiago de Melo. “Como elas se divertem” (e se entendem): Teatro de revistas, cultura de massas e identidades sociais no Rio de Janeiro dos anos 1920. Tese de doutorado – Instituo de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

GONZATTI, Christian; MACHADO, Felipe Viero Kolinski. Notas sobre o espalhamento da criança viada na cultura pop digital brasileira, Salvador, Periódicus Salvador, vol. 1, n.9, p. 248-267, maio-outubro, 2018.

HUNTY, Rita. Rita von Hunty em cinco minutos: gênero e natureza. 2018. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=vK3koIjeWoc> Acesso em: 25 de maio de 2021.

JUNIOR, João Gomes; SOLIVA, Thiago Barcelos. Entre vedetes e “homens em travesti”: um estudo sobre corpos e performances dissidentes no Rio de Janeiro na primeira metade do século XX (1900-1950). Locus: Revista de História, Juiz de Fora, vol. 26, n. 1, p.123-148, 2020.

LION, Antonio de. Corpo e corporeidade nas performances de transformistas no Brasil – do teatro de revista para as boates, Guarulhos, Anais do XXIV Encontro Estadual de História da ANPUH-SP, Tema: História e democracia, setembro, 2018.

LION, Antonio Ricardo de. Expressão drag queen nos anos 1950: Ivaná no teatro de revista brasileiro, São Carlos, In: II SIMPÓSIO DE ESTUDOS DE GÊNERO E DIVERSIDADE SEXUAL Memórias, Culturas e Resistências. Vol. 1, 2016.

LION, Antonio Ricardo de. Ivaná: A grande dúvida do teatro de revista dos anos 1950. Albuquerque – Revista de história. vol. 7, n. 14, p. 102-120, julho-dezembro, 2015.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero e sexualidade. Pedagogias contemporâneas. Pro-Posições, vol. 19, n. 2 , p. 17-23, maio-agosto, 2008.

VENEZIANO, Neyde. É Brasileiro, Já Passou de Americano. Revista Poiésis, n. 16, p.52-61, dezembro, 2010.

VENEZIANO, Neyde. O sistema vedete. Repertório, Salvador, n. 17, p.58-70, 2011.

Downloads

Publicado

25/11/2021

Como Citar

Rosa, M. R., & da Silva, T. C. (2021). ICÔNICA: A CRIAÇÃO DA PERSONAGEM A PARTIR DA PERFORMANCE DE GÊNERO. Seminário Nacional De Arte E Educação, 27(27), 964. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/article/view/964

Edição

Seção

27º Seminário Nacional de Arte e Educação - PROJETO DE PESQUISA