DO TEATRAL AO CINEMATOGRÁFICO: O PROCESSO DE A CASA DAS LEMBRANÇAS

Autores

  • Camila Borges dos Santos Universidade Federal de Santa Maria
  • Cândice Moura Lorenzoni Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

casa, memórias, histórias.

Resumo

O relato de experiência que segue trata de um projeto de cinco mulheres, atrizes, formadas em Teatro pela Universidade Federal de Santa Maria, atuantes no mercado de trabalho por mais de dez anos. Mulheres que foram construindo suas trajetórias profissionais de diferentes maneiras. Neste trabalho, reuniram-se a partir do desejo e necessidade de vivenciar um processo artístico maduro, a fim de mobilizar lembranças, escavar nas memórias recortes de tempo, embalados pelos afetos do vivido, e a partir disso articular um processo de pesquisa teatral. Foi criado assim o grupo intitulado Coletivo Fabulare - Histórias e Memórias, que teve o projeto aprovado na Lei de Incentivo a Cultura Municipal de Santa Maria/ LIC-SM e apoio da TV OVO/ SM. O processo se estendeu por mais de um ano em busca de uma composição de imagens e palavras, que falassem por nós e de nós. Um processo que de teatral, passou a ser cinematográfico.

Biografia do Autor

Camila Borges dos Santos, Universidade Federal de Santa Maria

Atriz-professora. Atua como Professora Adjunta no Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal de Santa Maria/UFSM. Também atua como professora nos Cursos de Pedagogia EAD e Educação Especial EAD da UFSM/UAB. Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação/UFSM (2020). Mestre em Educação na Linha Formação, Saberes e Desenvolvimento Profissional pelo Programa de Pós-Graduação em Educação/UFSM (2013). Possui graduação em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM (2007). É integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Imaginário Social - GEPEIS/UFSM. Tem experiência na área da Educação com destaque na formação de professores e experiência na área das Artes Cênicas com ênfase em Direção Teatral, Interpretação Teatral e Produção Cultural.

Cândice Moura Lorenzoni, Universidade Federal de Santa Maria

Possui Graduação em Educação Artística - Licenciatura em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (1997), Especialização em Teatro Educação pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e Mestrado em Educação sob a Linha de Pesquisa Formação, Saberes e Desenvolvimento Profissional pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (2007). Doutora em Educação sob a linha de pesquisa Formação, Saberes e Desenvolvimento Profissional pela Universidade Federal de Santa Maria (2018). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Interpretação Teatral. É professora adjunta do Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal de Santa Maria. Faz parte dos grupos de pesquisa GEPEIS -GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM EDUCAÇÃO E IMAGINÁRIO SOCIAL com os projetos: Cartografando experiências formativas com cinema: até onde a sétima arte pode chegar? e Cinegrafando a educação - experiências formativas em cinema: até onde a sétima arte pode chegar? e também do grupo TRADERE: Práticas contemplativas em arte.

Referências

BRUM, E. Meus desacontecimentos: a história da minha vida com as palavras. São Paulo, LeYa, 2014.

LOPES, B. A performance da memória. Revista Sala Preta, 2010- p. 135 à 144.

RAMIL, V. A ilusão da casa. Álbum Tambong- 2000.

Downloads

Publicado

25/11/2021

Como Citar

dos Santos, C. B., & Lorenzoni, C. M. (2021). DO TEATRAL AO CINEMATOGRÁFICO: O PROCESSO DE A CASA DAS LEMBRANÇAS. Seminário Nacional De Arte E Educação, 27(27), 940. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/article/view/940

Edição

Seção

27º Seminário Nacional de Arte e Educação - RELATO DE EXPERIÊNCIA