A mulher negra no ensino de dança

Autores

  • Gabriela Souza da Rosa UERGS
  • Cristina Rolim Wolffenbüttel UERGS

Palavras-chave:

Palavras-Chave, Mulher Negra, Ensino, Dança.

Resumo

Resumo: O presente projeto de pesquisa visa analisar e levantar resultados específicos acerca da atuação de Mulheres Negras que atuam com Dança, nas instituições de ensino público e privado dentro do Município de Montenegro. Onde a busca é elencar parâmetros possíveis, permeados sobre a atuação, e construção de narrativas à nível de representatividade que a presença dessas mulheres negras conferem nos espaços onde atuam. Onde a questão que tece o projeto é permeada pelas seguintes questões: Como se dá a atuação de professoras negras que atuam com Dança em escolas públicas, projetos sociais, instituições privadas entre outros espaços de atuação? Considerando-se o contexto atual, desenhado, quais as possibilidades e as dificuldades com as quais essas professoras negras se deparam? Como elas lidam com a receptividade no contexto atual do município em relação a pratica de dança? Em que tais questões catalizam o sentido de expor a incidência do preconceito de gênero e de raça atravessado pelas práticas docentes das mulheres negras pesquisadas em promoção de corpo, negritude em movimento e o gesto dançado e transpassado na atuação docente. Vislumbrando o que por fim um comparativo entre os resultados e falas das entrevistadas/pesquisados através do olhar do pesquisador sobre o campo Dança, Mulher e Negra especificamente.

 

Biografia do Autor

Gabriela Souza da Rosa, UERGS

PESQUISADORA DAS RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS DE GÊNERO E SEXUALIDADE NAS REPRESENTAÇÕES DA ARTE NEGRA.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Lei 11.645/08, de 10 de Março de 2008. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2008/lei-11645-10-marco-2008-572787-publicacaooriginal-96087-pl.html>. Acesso em: 18 set. 2018.

BRASIL. Lei 10.639/2003, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nº 9. 394, de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/2003/L10.639.htm>. Acesso em: 18 set. 2018.

DENZIN, Norman K.; LINCOLN, Yvonna S. (Orgs.). O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

FERREIRA, Aparecida de Jesus. Identidades sociais de raça, etnia, gênero e sexualidade: práticas pedagógicas em sala de aula de línguas e formação de professores. Campinas, SP: Pontes Editores, 2012, p.121-143.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GODOY, Arilda Schmidt. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 35, n. 3, Mai./Jun. 1995, p. 21-29.

GOMES, Nilma Lino. Movimento negro, saberes e a tensão regulação-emancipação do corpo e da corporeidade negra. Contemporânea – Revista de Sociologia da UFSCar. São Carlos, Departamento e Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar, 2011, n. 2, p. 37-60.

GOULART, Treyce Hellen Silva. Narrativas entrecruzadas de professoras negras: trajetórias, pactos políticos e prática docente. Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós Graduação em Educação (FURG- PPGEDU), 2016.

HALL, Stuart. Quem precisa de identidade? In: SILVA, T. T. da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000. p. 103-133.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2018. Disponível em: <https://www.cartacapital.com.br/sociedade/ibge-apenas-10-das-mulheres-negras-completam-o-ensino-superior>. Acesso em: 18 set. 2018.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 13ª Ed., Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Discurso, corpo e identidade: masculinidade hegemônica como comunidade imaginada na escola. Groatá, n.11, Niterói: EdUFF, 2001.

SILVA, Ana Célia da. A discriminação do negro no livro didático. 2.ed. – Salvador: EDUFBA, 2004.

Downloads

Publicado

30/11/2018

Como Citar

da Rosa, G. S., & Wolffenbüttel, C. R. (2018). A mulher negra no ensino de dança. Seminário Nacional De Arte E Educação, 26(26), p.47–53. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/article/view/586

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 > >>