SERTÃOSÓ: E se movimento escorre o que a palavra não dá conta?

Autores

  • Maicon Freitas de Abreu UERGS
  • Silvia da Silva Lopes UERGS
  • Giuliano Souza Andreoli UERGS

Palavras-chave:

Palavras-chave, gênero, direção, dança.

Resumo

Resumo: Este texto apresenta fragmentos da pesquisa “E se do movimento escorre o que a palavra não dá conta?” que investiga como pode se dar a atuação de um diretor, instigado pela problematização das normas de gênero na concepção de uma obra em Dança, buscando não reforçar os papéis preestabelecidos socialmente aos corpos dançantes no cotidiano, por conta de seus gêneros. Através do processo de criação da obra “SERTÃOSÓ”, requisito avaliativo da disciplina de Introdução à Coreografia, ministrada pela Professora Sílvia da Silva Lopes no curso de Licenciatura em Dança da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, na unidade de Montenegro, deu-se início a esta investigação que buscou até o momento identificar estratégias de abordagem das questões de gênero na Dança, tratando o tema como reflexão transversal no processo de criação ao invés de motivação central do mesmo, conforme as demandas emergentes na relação entre mediador e dançantes/alunos.

Referências

FERNADES, Ciane. O corpo em movimento: o sistema Laban / Bartenieff na formações pesquisa em artes cênicas. 2ª edição – São Paulo: Annablume, 2006.

LEITE. Fernanda Hubner de Carvalho. Contato improvisação (contact improvisation) um diálogo em dança. Movimento, Porto Alegre, v. 11, n. 2, p.89-110, maio/agosto de 2005.

MARQUES. Isabel A. Dançando na escola / Isabel A. Marques – São Paulo: Cortez, 2003.

MARQUES, Isabel. Metodologia para o ensino da dança: luxo ou necessidade? In: Lições de dança 4. Rio de Janeiro. UniverCidade Editora, 2003.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, v.lS, n.2, jul./dez. 1990.

STRAZZACAPPA, Márcia. A educação e a fábrica de corpos: a dança na escola. Cadernos CEDES, Campinas, v.53, p.69-83, 2001.

STRAZZACAPPA, Márcia. Dançando na Chuva... e no chão de cimento. In: Ferreira Sueli (org). O ensino das Artes: construindo caminhos. São Paulo: Papirus, 2001.

Downloads

Publicado

16/11/2018

Como Citar

Abreu, M. F. de, Lopes, S. da S., & Andreoli, G. S. (2018). SERTÃOSÓ: E se movimento escorre o que a palavra não dá conta?. Seminário Nacional De Arte E Educação, 26(26), p.438–443. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/article/view/571

Edição

Seção

Pesquisa Com Trabalho Prático Comentado

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>