SITE SPECIFIC E O ENSINO DE DANÇA PARA CRIANÇAS: UMA PROPOSIÇÃO AFETIVA COM O ESPAÇO ESCOLAR

Autores

  • Gabriela da Silva Rosa Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

dança para crianças, memória afetiva, site specific, escola

Resumo

Este artigo, no eixo temático da dança, é fruto de uma pesquisa de Trabalho de Conclusão de Curso de Licenciatura em Dança, em andamento, que se propõe a investigar abordagens no campo do site-specific no âmbito do ensino da dança para crianças, considerando seus respectivos espaços escolares. O site specific é um modo de criação em que se tem como foco a relação íntima da criação artística com o contexto. Nesta investigação, examina-se - por meio do ensino remoto - a viabilidade do site specific como ferramenta de ensino na disciplina de artes, com ênfase em dança, prospectando-se sua aplicabilidade futura no ensino presencial. Para tanto apresenta-se o processo pedagógico de oficinas de dança realizadas como práticas laboratoriais em site specific art articuladamente à memória afetiva do ambiente escolar das participantes. Dentre os resultados parciais obtidos, desponta a reflexão sobre o potencial das oficinas reverberar em uma afirmação da identidade individual e coletiva das crianças na relação com a escola. 



Biografia do Autor

Gabriela da Silva Rosa, Universidade Estadual de Campinas

Gabriela Rosa é sapateadora, intérprete criadora, arte educadora e estudante  de graduação do departamento de artes corporais na Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BAGGIO, Kátia e URIARTE, Mônica. Quando a sala de aula escuta e dança. Revista Iberoamericana de Educación [(2018), vol. 76, pp. 111-124]

BANOV, Luiza et al. Movimento de Afeto: por um protocolo poético e dançado de volta às aulas. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro, 2020. 72 p. Livro digital, Acesso em: 6 jun. 2021.

BONDÍA, Jorge Larrosa. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Rev. Bras. Educ. 2002

KWON, Miwon. Um lugar após o outro: anotações sobre site-specificity. Revista Arte & Ensaios, n. 17, p. 167-187, 2008

FERDMAN, Bertie, Off Sites: Contemporary Performance beyond Site-Specific. Southern Illinois University Press, 2018, p. 11

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

PRADO, Patrícia D. Performance, educação e primeira infância: “vamos juntas a cruzar la plaza corriendo sin miedo?, São Paulo: ECA-USP. Dep.to Metodologia de Ensino e Educação Comparada (EDM), FEUSP; Professora Doutora.

OLIVEIRA, Emerson. Site-specifics performances e as instituições da arte, [S. l.], p. 1-16, 5 jun. 2016.

ORGANIZAÇÃO PAN AMERICANA DE SAUDE. OMS afirma que COVID-19 é agora caracterizada como pandemia. 11 mar. 2020. Disponível em:

<https://www.paho.org/pt/news/11-3-2020-who-characterizes-covid-19-pandemic>

Acesso em: 19 set. 2021.

SACAVINO, Susana. EDUCAÇÃO, INTERCULTURALIDADE E DIREITOS HUMANOS. Didática e Prática de Ensino na relação com a Sociedade, 2019.

SOUZA, Bertoneto Alves de. Aula Site-Specificity no contexto de formação do artista: processos de emancipação e de subjetivação. Dissertação apresentada à Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo para obtenção do título de Mestre em Artes Visuais, [S. l.], p.15-109. 2014.

XAVIER, Uxa. Do corpo à dança: espaços de investigação e invenção. Festival de Joinville, 2017. Disponível em:<https://www.lagartixanajanela.com.br/textos. Acesso em: 13 de ago. 2021.

Downloads

Publicado

25/11/2021

Como Citar

Rosa, G. da S. (2021). SITE SPECIFIC E O ENSINO DE DANÇA PARA CRIANÇAS: UMA PROPOSIÇÃO AFETIVA COM O ESPAÇO ESCOLAR. Seminário Nacional De Arte E Educação, 27(27), 1012. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/article/view/1012

Edição

Seção

27º Seminário Nacional de Arte e Educação - PESQUISA EM ANDAMENTO