Pedagogia do tambor

Autores

  • Adrielle Camila Oliveira de Rezende
  • Eduardo Guedes Pacheco

Palavras-chave:

Afro-brasileira, educação musical, tambor

Resumo

Esta pesquisa, em fase inicial, vinculada ao grupo de pesquisa ArtDif (Arte, Diferença e Educação), propõe uma investigação acerca do processo de ensino/aprendizagem musical do tambor em espaços religiosos de cultura afro-brasileira e como essa prática pode dialogar com as práticas musicais acadêmicas. Compõem-se como base as seguintes questões de pesquisa: Como são criados os ritmos executados no tambor nos cultos de religiões afro-brasileiras? Como estes ritmos são ensinados para aqueles que tocam nestes cultos? Quais as referências musicais dos ritmos tocados? Que relações podem ser criadas entre os processos de aprendizagem musical nestes cultos religiosos e os processos de aprendizagem propostos pela Educação Musical? A metodologia utilizada é o método da cartografia proposto pelos filósofos Gilles Deleuze e Felix Guattari (1995). Trazemos também uma breve análise sobre o significado do conceito mitologia na ótica de Joseph Campbell (1990) bem como referencias teóricos como Gilles Deleuze e José Miguel Wisnick que sugerem reflexões sobre a finalidade e escolha de execução e criação do ritmo.

Downloads

Publicado

06/10/2016

Como Citar

Rezende, A. C. O. de, & Pacheco, E. G. (2016). Pedagogia do tambor. Seminário Nacional De Arte E Educação, (25), P. 386 – 391. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/article/view/407

Edição

Seção

Mesa Temática 9 - 6º Seminário de Arte e Educação na UERGS (Pesquisa em Andamento)

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)