Entre malhas, sapatilhas e corpos esguios: outras leituras sobre as masculinidades do ballet clássico em Rio Grande/ RS

Autores

  • Rodrigo Lemos Soares
  • Andressa Soares De Ávila
  • Danielle Soares Jesus
  • Eliel Bandeira
  • Flaviana Custódio Silvino
  • Josiane Vian Domingues
  • Juliana Carvalho Cabral
  • Lucas Pedroso Xavier
  • Tamara Lemos Da Rosa

Palavras-chave:

Ballet clássico, masculinidades, manifestações culturais

Resumo

Com essa escrita temos o objetivo de analisar como os sujeitos produzem as suas masculinidades a partir do ballet clássico. Esse interesse surgiu, pois durante muito tempo essa dança foi uma manifestação cultural realizada quase que exclusivamente por homens e com o passar do tempo essa concepção mudou, tanto que o ballet passou a ser caracterizado como uma dança feminina, por todas as atribuições vinculadas a elas. Por conta disso muitos bailarinos carregam o estigma de homossexuais por praticarem ballet clássico e isso acaba fazendo com que, muitas vezes, tais sujeitos inibam-se ao praticar tal dança.

Downloads

Publicado

06/10/2016

Como Citar

Soares, R. L., Ávila, A. S. D., Jesus, D. S., Bandeira, E., Silvino, F. C., Domingues, J. V., Cabral, J. C., Xavier, L. P., & Rosa, T. L. D. (2016). Entre malhas, sapatilhas e corpos esguios: outras leituras sobre as masculinidades do ballet clássico em Rio Grande/ RS. Seminário Nacional De Arte E Educação, (25), P. 152 – 159. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/article/view/373

Edição

Seção

Mesa Temática 4 - Relações entre o professor artista e o artista professor (Pesquisa Concluída)

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)