PROGRAMA de FLAUTA DOCE

Autores

  • Fernanda Anders FUNDARTE e UERGS

Resumo

Desenvolver o estudo progressivo da flauta doce através de um repertório musical diversificado, com obras originais e adaptadas, incluindo distintos períodos históricos, gêneros e estilos musicais;

 

- Desenvolver habilidades técnicas na flauta doce observando os cuidados necessários com a respiração, sopro, articulação e digitação do instrumento;

 

- Incentivar e desenvolver a leitura musical, inicialmente pela flauta doce soprano e posteriormente com as flautas contralto, tenor, sopranino e baixo;

 

- Conhecer diversas formas musicais por meio do repertório e sua análise;

 

- Buscar na literatura sobre história da música diferentes concepções de interpretação do repertório de flauta doce;

 

- Estimular a memória musical do aluno através da análise das peças em estudo, observando a forma musical e fraseados;

 

- Executar parte do repertório musical de maneira memorizada observando assim aspectos relacionados a expressividade, afinação e postura corporal;

 

- Oportunizar atividades de improvisação e composição musical por meio da flauta doce;

 

- Possibilitar a prática musical em conjunto, tanto na formação exclusiva de flauta doce quanto em formações de instrumentos variados;

 

- Oportunizar momentos públicos para que o aluno apresente o repertório musical estudado com segurança, musicalidade e motivação.

Referências

ANDERS, Fernanda. Fazendo Música Juntos: narrativas de integrantes do conjunto de flautas doces da UERGS. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2019.

AGUILAR, Patrícia M. A flauta doce no Brasil: da chegada dos Jesuítas à década de 1970. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Música, Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

BEINEKE, Viviane; VEBER, Andreia. Variações sobre um passeio no parque. Música na educação básica. Porto Alegre, v. 2, n. 2, setembro de 2010. Disponível em: <http://www.abemeducacaomusical.com.br/revista_musica/ed2/pdfs/MEB2_artigo3.pdf>.

BEINEKE, Viviane. Roda flauta doce: jogos, mãos, copos e ritmos. 2004.

BOEKE, Kees. Three exercise for alto recorder. Tóquio. ZEN-on, 1978.

____________. The Complete articulator. Londres, Schott, 1986.

BOUSQUET, Narcisse. 36 Etudes. Celle Moeck, 1988.

BRAUN, Gerhard; FISCHER, Johannes. Spielbuch 2. Die Blockflöte – ein Lehrwerk für Anfänger und Fortgeschrittene. München: Ricordi, 1998.

BRUGGEN, Franz. 5 Studies for Control Fingers. Amsterdan, Broekamns V. Poppel, 1957.

CARPENA, Lucia Becker. Prata da casa. Obras para flauta doce escritas por compositores ligados à UFRGS. Porto Alegre: UFRGS, 2014.

CHEDIAK, Almir. Songbook Choro. Vol. 3. Irmãos Vitale, 2007.

CORTES, Villani: Cinco Miniaturas Brasileiras. Rio de Janeiro: Musica Brasilis, 2014. Disponível em: http://musicabrasilis.org.br/partituras/edmundo-villani-cortes-cinco-miniaturas-brasileiras

FARIA, Nelson. A Arte da Improvisação: para todos os instrumentos. Rio de Janeiro: Irmãos Vitale, 2010.

FRANK, Isolde Mohr. Vem, amigos, vem, cantar. Porto Alegre: AGE, 2009.

FRANK, Isolde. Pedrinho Toca Flauta (1º e 2º volumes) - São Leopoldo, Sinodal, 1991.

FRANK, Isolde. Método para tocar flauta doce soprano. São Paulo, Ricordi, 1981.

GAINZA, Violeta H. A improvisação musical como técnica pedagógica. Cadernos de Estudo de Educação Musical, São Paulo, 1990. N.1, p.2

GROSSMANN; CESAR MARINO VILLAVICENCIO. A Flauta Doce Historicamente Informada. São Paulo: USP/FAPESP, 2011.

Acesso em: http://www2.eca.usp.br/mobile/portal/publicacoes/VILLAVICENCIO_A_Flauta_Doce_Ouvirouver_2011.pdf

HAUSEL, Margrit. Die Blockflöteanfängerheft. Lüneberg, Ed. própria, 1985.

HAUWE, Walter Van. Moderne Blockflötentechik. Mainz, Schott, 1981.

HEMPEL, Christoph e MASCHER, Ekkehard. Die Flötenuhr. Celle, Moeck, 1986.

LACERDA, Osvaldo. Variações sobre o Peixe Vivo. Brasil: 1972.

LINDE, Hans Martin. Die Kleine Übungen. Mainz, Schott, 1960.

LINDE, Hans Martin. Die Kunst des Blockflötenspiels. Mainz, Schott, 1958.

LINDE, Hans Martin. Handbuch des Blockflötenspiels. Mainz. Schott, 1984.

LINDE, Hans Martin. Neuzeitliche Übungs stücke für die Altblockflöte. Mainz, Schott, 1958.

MAHLE, Ernest. As melodies de Cecília. Ed. Irmãos Vitale,

MONKEMEYER, Helmut. Handleitung für das Spiel der Altblockflöte (1º volume). Celle, Moeck, 1960 e 1961.

MÖNKEMEYER, Helmut. Método para flauta doce soprano. São Paulo, Ricordi.

PAOLIELLO, Noara de Oliveira. A Flauta Doce e sua Dupla Função como Instrumento. Artístico e de Iniciação Musical. 2007. Monografia (Licenciatura Plena em Educação. Artística – Habilitação em Música) – Instituto Villa-Lobos, Centro de Letras e Artes,. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Acesso em: http://www.domain.adm.br/dem/licenciatura/monografia/noarapaoliello.pdf

PAZ, Ermelinda. 500 Canções Brasileiras. Brasilia: Musimed, 2010.

PROSSER, Elisabeth Seraphim. Vem comigo tocar flauta doce. Brasilia, Musimed, 1995.

QUANTZ, Johann Joachim. Caprices e Fantasias. Londres, Schott, 1985

ROSA, Nereide Schilaro Santa. Flauta Doce. São Paulo - Ed. Spione. 1993.

TIRLER, Helle. Vamos tocar flauta doce (1º, 2º e 3º volumes). São Leopoldo, Sinodal, 1985.

VIDELA, Mario. Método completo para flauta dulce contralto. Iª ed. Buenos Aires: Melos, 2010, v.1, 72p.

VIDELA, Mario e AKOSHKY, Judith. Iniciación a la flauta dulce (1º, 2º e 3º volumes) - Buenos Aires, Ricordi, 1980 e 1983.

VIDELA, Mario e AKOSHKY, Judith. Método Completo para flauta doce e contralto (1º e 2º volumes). Buenos Aires, Ricordi, 1983.

WEILAND, Renate; SASSE, Ângela e WEICHSELBAUM, Anete. Sonoridades Brasileiras: método para flauta doce soprano. Curitiba: Editora da UFPR, 2018.

WHITE, Catherine. Play like a Master (1º, 2º e 3º volumes).

Downloads

Publicado

10/01/2020

Como Citar

Anders, F. (2020). PROGRAMA de FLAUTA DOCE. Programas Do Curso Básico Da FUNDARTE: Artes Visuais, Dança, Música, Teatro, 1(1), 240–253. Recuperado de https://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/ISBN9788561666170/article/view/753

Edição

Seção

Programas dos Cursos Básicos de Artes da FUNDARTE