2017

Arte & Educação: o diálogo essencial


Capa da revista

Todos os homens, em algum momento da vida, se sentem sós; e mais: todos os homens estão sós. Viver é separar-nos do que fo- mos para ingressar no que vamos ser, futuro sempre estranho. A solidão é o substrato último da condição humana. O homem é o único ser que se sente sozinho, o único que é busca de outro. (...) O homem é nostalgia e busca de comunhão. Por isso, toda vez que sente a si mesmo, sente-se como carência de outro, como solidão.

Octavio Paz

 

A arte, (que em todos os tempos da humanidade atenuou a soli- dão) e a educação, (que não pode perder de vista seu caráter emancipa- tório) em alguma medida, sempre foram parceiras em diversas etapas da humanidade. Comunhão necessária. No entanto, desde os últimos séé-- culos, pelos mais variados motivos, a arte, em especial, tem sido deixa- da de lado e um pensamento, estritamente, racionalista e recheado por uma lógica que se pretende universal, muitas vezes, quer se sobrepor a toda e qualquer manifestação artística.

No entanto, impossível signos artigos e sensíveis morrerem. A sensibilidade, intuição e conceitos artísticos jamais deixarão de fazer parte da essência, em seu pleno significado, da humanidade. Todos aqueles que, um dia, ingenuamente, proclamaram a morte da literatu- ra, da poesia, da pintura, da música e outras formas de arte, felizmeeenn-- te, se deram mal! E muito mal! Suas pretensas profecias nunca foram concretizadas.

Esta coletânea, por diversos vieses, busca perspectivas possíveis para que, finalmente, arte e educação estabeleçam o tão sonhado e ne- cessário diálogo. Isto é, busque-se uma sincronia, um balanço saudável entre racionalidade, lógica, sensibilidade, inventividade. Cremos, segu- ramente, que arte e educação, em harmonia, deverão possibilitar os ver- dadeiros caminhos para o encontro-confronto com a liberdade. Tanto do estudante como do professor.

Agradecemos a todos os envolvidos neste projeto que se estende para além do impresso, ou seja, esta obra é uma via de mão dupla. Estará, inclusive, disponível na versão digital pela FUNDARTE.


Agradecemos, em especial, à parceria de Abílio Castro Gurgel, por mais uma vez, possibilitar o acesso à cultura que, felizmente, beneficia milhares e milhares de leitores.

Agradecemos, em especial, à FAPESP, por possibilitar algumas das pesquisas que estão materializadas nesta obra.

As organizadoras

 

ANA MARIA  HADDAD  BAPTISTA

JÚLIA MARIA HUMMES

MÁRCIA PESSOA DAL BELLO



ISSN: 9878561666095